A Química dos Óleos Essenciais

Ao pensarmos em óleos essenciais, que são substâncias naturais, a palavra química associada a eles pode parecer um conceito absurdo. Mas você sabia que os óleos essenciais são ativos químicos naturais?

Em geral, os óleos essenciais são constituídos de componentes químicos, que têm em sua constituição hidrogênio, carbono e oxigênio. Eles são divididos em dois grupos: os hidrocarbonos, que são constituídos exclusivamente de terpenos (monoterpenos, sesquiterpenos e diterpenos); e os oxigenados, compostos de uma grande quantidade de ésteres, aldeídos, cetonas, álcoois, fenóis, óxidos, ácidos, lactonas, enxofre e nitrogênio.

Os óleos essenciais são basicamente substâncias líquidas. Possuem aroma diferenciado, que recorda a planta da qual foram extraídos. São solúveis em etanol (álcool), porém alguns óleos, como o de laranja, contêm ceras insolúveis em álcool. Estes compostos insolúveis podem ser difíceis de incorporar aos cosméticos.

Os óleos podem ser incolores, amarelados ou de tom castanho-escuro. Alguns deles possuem até 800 componentes químicos, sendo somente alguns destes conhecidos. Um bom exemplo é o ylang ylang, dos quais são conhecidos mais de 330 componentes químicos, porém ainda não se conhecem todos os componentes do óleo essencial e de seus ativos.

Nos últimos cem anos, foi possível agrupar a maioria dos óleos essenciais em grupos químicos principais, de acordo com a composição de moléculas de hidrogênio, carbono e oxigênio:

1 – Terpenos (ou hidrocarbonos) – Contêm carbono e hidrogênio;

2 – Terpenóides (ou oxigenados) – Contêm carbono, hidrogênio e oxigênio.

Somente 25% das plantas medicinais atualmente conhecidas produzem óleos essenciais nas suas células glandulares, situadas no tecido tegumentar das folhas, das cascas, das raízes ou das flores.

As principais famílias químicas como ésteres, álcoois, aldeídos, cumarinas, cetonas, lactonas, óxidos, fenóis e terpenos e seus componentes químicos, encontrados em cada família são os responsáveis pelos efeitos farmacológicos como analgesia, sedação, anti-inflamatório e assim por diante.

A pesquisa de componentes químicos dos óleos essenciais e suas ações medicinais dará aos aromaterapeutas, médicos e aos laboratórios uma perspectiva interessante de coo explorar os benefícios terapêuticos dos óleos essenciais.

 

“Se você tiver a oportunidade de analisar uma GC / MS (Cromatografia Gasosa / Massa

Espectrometria) de um lote específico de óleo essencial, algumas possibilidades específicas de mistura surgirão com base nas propriedades dos componentes químicos.

Vamos analisar o Beta Myrcene (β-myrcene) como um exemplo.

O Beta Myrcene é um monoterpeno acíclico insaturado com a fórmula C10H16. Pesquisas sobre este componente mostrou que este ativo tem ação analgésica, anti-inflamatória e sedativa.

Assim se você estiver combinando óleos essenciais ricos no componente Beta Myrcene para tratar a dor com inflamação, poderá aumentar a eficácia da sua mistura ao saber quais outros óleos têm esse ativo.” Andrea Butje Aromaterapeuta certificada – edição 2011 NAHA Essential Oil Awareness Series

 

Para ajudar a entender um pouco mais sobre os componentes químicos e suas propriedades segue uma rápida lista

 

Monoterpenos: Antisséptico, antiviral, estimulante / energizante, leve expectorantes / descongestionantes, efeito de secagem / desidratação na pele.

Óleos essenciais: Angélica raiz e semente, todos os óleos cítricos, junipero, olibano(incenso),

Pinho, Elemi

 

Sesquiterpenos: Poderoso anti-inflamatório, antiespasmódico, calmante para o sistema nervoso.

Óleos essenciais: Camomila Alemã, Gengibre, Mirra, Patchouli

 

Álcoois Monoterpenos (monoterpenos): Forte antimicrobiano, suave para a pele bactericida, antiviral, suporte do sistema imunológico.

Óleos essenciais: Gerânio, Hortelã Pimenta, Lavanda, Neroli, Palmarosa, Rosa

 

Sesquiterpenos Alcoóis (sesquiterpenóis): Anti-inflamatórios, calmante do sistema nervoso,

sistema endócrino e emoções, a maioria tem forte afinidade com a pele. Cedro, Patchouli, Óleos essenciais: Sândalo, Vetiver

 

Aldeídos: Antiviral forte, calmante e sedativo para o sistema nervoso, anti-inflamatório, irritantes da pele.

Óleos essenciais: Melissa, Litsea cubeba, Lemongrass, Eucalyptus citriodora

 

Ésteres: Relaxante do ao sistema nervoso, equilibrador, antiespasmódico, acalma inflamações dérmicas.

Óleos essenciais: Camomila romana, lavanda, Petitgrain, Sálvia esclarea

 

Cetonas: Mucolíticos, regenerador celular

Óleos essenciais: Hortelã-pimenta, alecrim qt. cânfora

 

Fenóis: Bactericidas antisséptico, reforço imunológico, estimulante para o

sistema nervoso, aquecem.

Óleos essenciais: Manjericão, tomilho, orégano, folha de canela, cravo

 

Óxidos: Antivirais, expectorantes, estimulantes respiratórios.

Óleos essenciais Espécies de eucalipto, Cajeput, Niaouli, Alecrim qt. cineol, Cardamomo

 

Furanocumarinas: Fototóxicas, antimicrobianas.

Óleos essenciais: Angélica, Bergamota, Óleos cítricos em geral.

 

 

 

Referência bibliográfica:

Explore Aromatherapy book – NAHA 2017 – www.naha.org

Curso de Formação EAD BY SAMIA – www.bemestaremgotas.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s