Um pouco sobre as medicinas!

História da medicina alternativa, que passou para o nome de complementar e agora está sendo chamada de integrativa, nos leva de volta para alguns milhares de anos atrás.
Através dos séculos, nós tentamos fazer sentido de nós mesmos e do mundo que nos rodeia. Nós olhamos para a natureza e tentamos encontrar pistas por que certos fenómenos, como a morte, a vida, e a doença ocorrem. Nós inspecionamos o mundo em que vivemos e como isso nos afetou. Inclinamo-nos a achar que  encontramos respostas para algumas de nossas perguntas. Uma vez encontradas, algumas que achamos corretas, ( e outras nem tanto ), nos trouxeram até os dias de hoje, dando-nos o que chamamos de preservação, e  de desenvolvimento, e chegamos aqui, até à presente data.
Nós tentamos, e fomos por estes acertos e erros, testando, e encontramos determinados métodos de cura, e estes  formaram  a primeira ciência médica. Medicamentos tradicionais das civilizações antigas, como a indiana, chinesa, ocidental, têm as suas próprias origens, embora compartilham semelhanças significativas, particularmente no seu reconhecimento dos elementos naturais básicos: ar, terra, fogo, água, e como eles se relacionam com a saúde ou doenças.
Chineses desenvolveram medicamentos com base em suas próprias observações  do mundo em torno deles. A História da medicina tradicional chinesa começou há mais de 5000 anos atrás, e considera a natureza humana  como a energia, yin e yang – opostos complementares. A saúde pela Medicina Tradicional Chinesa,  relaciona as doenças com os elementos básicos: fogo, água, terra, metal (ar), e madeira – o símbolo do crescimento. Eles o chamam de ciclo de geração, a madeira, gera fogo, que por sua vez gera terra, que por sua vez gera o metal, que gera a água, e a água nutre a madeira. Cada um destes elementos terá características próprias, físicas, mentais e emocionais, cores, estações do ano ligadas à estes elementos!
Na Índia também mais de 5000 anos atrás sábios e videntes meditaram nas cavernas sobre a essência da vida, e encontraram respostas sobre os aspectos da vida, por meio da meditação, oração, dieta e exercício. Ou seja, quando a medicina ayurveda nasceu. Eles também relacionam com a saúde e doença os elementos básicos: fogo, água, terra, ar,  espaço ou éter.
O mundo ocidental encontrou uma medicina holística, que também estava preocupada com os elementos básicos da vida. Filósofo grego, e médico, Hipócrates, fundador da medicina ocidental, fez suas observações sobre temperamentos humanos, tipo de corpo e sua relação com os quatro elementos: fogo, água, terra e água. A harmonia entre os quatro elementos, trará uma vida saudável e a ausência significava a morte. Outros conceitos hipocráticos,  foram chamados de medicina Hipocrática, baseados em seus temperamentos e nos elementos. Temos a Medicina Antroposófica, muito parecida, pelos elementos,  e temperamentos também. Foi criada por Rudolph Steiner. E a Medicina Hipocrática, também orientou a Bio Medicina Constitucional Coreana. Foi criada, por Lee Je Ma, há mais de 100 anos, ( 1836 – 1900 ), considerado o Décimo Deus da Acupuntura. Se baseia em quatro tipos, Grande Yin, Pequeno Yin, Grande Yang, Pequeno Yang.
E ainda estes dias, ouvi falar da Medicina Tibetana, que estou estudando ainda, e mas muito parecida com os conceitos da Medicina Ayurveda.
existem ainda, várias formas de entendermos o ser humano, e todas irão se refletir em alguma forma de cura. Hoje, estamos falando nos hospitais, de uma Medicina Integrativa, onde a Medicina Alopática, abre espaço aos chamados cuidados integrativos, onde pesquisas mostram que estar menos estressado, a recuperação se dá de modo mais rápido. Então temos, dentro dos hospitais, cuidados como reike, meditação, aromaterapia,  florais ( várias linhas de florais, sendo o mais antigo, os de Bach ), massagens entre tantas outras formas de integrar e tratar este ser humano , na sua totalidade, para que ele melhore, em todos os aspectos, físico, mental, emocional e espiritual.
Deixo este pequeno texto. E para quem se interessar, poderá se aprofundar na arte de cura, abordo este assunto dentro da formação de aromaterapia.
Deixo meu contato, ou poderá ser feito por aqui!

Boa tarde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s